Há 30 anos, o Santos vencia o Corinthians na final da Copa São Paulo

Foi há exatos 30 anos a última e até agora única vez em que Corinthians e Santos enfrentaram em uma final de Copa São Paulo de Juniores. Naquele 25 de janeiro de 1984, o Peixe superou o Timão por 2 a 1 e conquistou seu primeiro título no tradicional torneio.

A Copinha daquele ano era disputada por 24 equipes, divididas em oito grupos nos quais apenas o primeiro colocado disputava a fase seguinte. O Santos ficou junto de Cruzeiro e Matsubara (PR), clube que também tinha tradição de formar atletas na divisão de base. Foram dois triunfos alvinegros, 3 a 0 contra os paranaenses e 2 a 1 contra os mineiros.

Nas quartas, o difícil duelo contra a Ponte Preta. Mas, depois de um 0 a 0 no tempo normal, os peixinhos bateram a Macaca nos pênaltis por 5 a 4. Na semifinal, outra parada dura, o Nacional-SP, time que tinha feito a primeira final da competição, em 1969, e já tinha um título, conquistado em 1972. Vitória alvinegra por 2 a 1 e a vaga na final assegurada.

Na partida decisiva, disputada no Canindé, o Santos entrou com Nilton; Amauri, Pedro Paulo, Flávio e Mário; Mazinho, Enéias e Édson; Mauro, Gérson e Guinho (Rogério). O técnico era Ernesto Marques. Os meninos da Vila saíram na frente com Gérson, aos 18 da etapa inicial, e o Corinthians empatou aos 32, gol do atacante Rogério. A vitória santista viria depois de uma cobrança de escanteio, com um gol do zagueiro Flávio, aos 42 do segundo tempo, sagrando a equipe campeã. Confira os gols no vídeo abaixo.

A equipe santista contava ainda com Paulo Leme, autor de um dos gols da semifinal, e que atuou na equipe de cima, o mesmo acontecendo com os zagueiros Pedro Paulo e Flávio. O arqueiro Nílton também permaneceria muitos anos na Vila, na maior parte o tempo no banco de reservas, mas teve sua trajetória atrapalhada por contusões.

Daqueles garotos, quem “vingou” de fato, mas não no Santos, foi o atacante Gérson, artilheiro daquela edição da Copa São Paulo. No profissional, fez 17 jogos e anotou dez gols, e depois teve passagens pelo Guarani, Paulista e parou no Atlético-MG, onde se tornou ídolo entre 1988 e 1991. Jogou pelo Internacional em 1992, onde foi crucial para a obtenção do bicampeonato gaúcho e da Copa do Brasil daquele ano, na qual fez nove dos 18 gols da equipe campeã.

Gérson da Silva faleceu em 1994, em decorrência de toxoplasmose.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem Categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s