Copete e Vitor Bueno fazem a diferença e Santos derrota o Vitória

Em partida emocionante, Peixe vence mais uma fora de casa e fica a três pontos do topo da tabela

Não foi um jogo fácil para o torcedor do Santos, já que o Alvinegro sofreu duas vezes o empate no decorrer da peleja, mas, no fim, o Alvinegro conseguiu mais uma importante vitória fora de casa, superando os desfalques do trio olímpico, assegurando a vaga no G4 e se aproximando dos líderes.

Dois nomes se destacaram no triunfo. Jonathan Copete participou dos três gols, sendo o autor da assistência do primeiro, fazendo o segundo, e iniciando o lance do terceiro. Além disso, mostrou disposição durante os 90 minutos, não deixando a peteca do time cair mesmo quando o cenário parecia nebuloso. É o tipo de atleta que contamina, no bom sentido, o resto da equipe. Além disso, como a equipe prioriza o jogo coletivo, por vezes os lances individuais podem ser necessários e nesse aspecto o colombiano não tem medo de chamar a responsabilidade.

´vitor bueno fez gol

Vitor Bueno marcou um e deu uma assistência. Fundamental contra o Vitória (Ivan Storti/Santos FC)

Outro destaque foi Vitor Bueno. Fez o primeiro do Santos e acreditou no lance do gol da vitória, dando assistência para Jean Mota. Uma atuação importante que o consolida como artilheiro santista na competição, com sete tentos, mas que, principalmente, aumenta sua autoconfiança já que vinha de uma sequência de partidas bastante apagadas. Com a ausência do trio olímpico, ele vai ter que aparecer.

Não se pode tirar o mérito também de Dorival Júnior. Nas redes sociais, muitos torcedores contestaram a opção de começar jogando com Léo Cittadini ao invés de Yuri, substituto natural de Thiago Maia. No entanto, a opção se dava pelo fato de a equipe, na partida contra o Gama, ter tido dificuldades para fazer a transição para o ataque com velocidade, penando também na saída da bola quando pressionada pelo rival. Yuri pode também dar essa contribuição, mas Cittadini fez a função em outras ocasiões e desempenhou bem o papel até cansar na etapa final. Algo, aliás, que ocorre com frequência, talvez pela exigência do papel que lhe cabe.

Leia também:

Em jogaço, Santos derrota o Vitória no Barradão por 3 a 2

O treinador também acertou nas mexidas. Tirou Ricardo Oliveira e Lucas Lima, com a entrada de Rodrigão e Fernando Medeiros, mais para poupá-los, já que não pode se dar ao luxo de perder atletas a essa altura. E também promoveu a entrada de Jean Mota, autor do gol da vitória, substituindo Cittadini.

De ponto negativo, fica mais uma vez a fragilidade da equipe na bola pelo alto. Tomou dois gols desta forma e o Vitória forçou por ali seu jogo, realizando 43 cruzamentos contra dez do Peixe. Mas, por outro lado, as jogadas aéreas funcionaram no ataque.

Lucas Lima mais uma vez não teve um desempenho à altura do que se espera, o que pode ser fruto de uma questão de condição física, mas as alternativas que Dorival propôs tem funcionado. Sempre no limite do elenco que o Santos tem. Empolga o torcedor, mas também é motivo para se preocupar.

2 Comentários

Arquivado em futebol, História, Santos, Século 21

2 Respostas para “Copete e Vitor Bueno fazem a diferença e Santos derrota o Vitória

  1. Pingback: Vitória X Santos – Peixe luta contra os desfalques para se manter no G4 | Filho de Peixe

  2. Pingback: Vitória X Santos – relembre quatro triunfos do Alvinegro contra o rival do jogo deste domingo | Filho de Peixe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s