Marta, Cristiane, Érika… As jogadoras da seleção feminina que já foram Sereias da Vila

Peixe montou equipes que ficaram na história do futebol feminino brasileiro, com dois títulos da Libertadores em 2009 e 2010. Relembre

 

O dia chegou! A seleção feminina de futebol inicia nesta terça-feira (3) sua dura jornada em busca do inédito ouro olímpico. Brasil e China duelam às 16h no Engenhão, Rio de Janeiro, e o torcedor santista vai ver diversas jogadoras que já foram Sereias da Vila, fazendo parte de uma das melhores equipes da história da modalidade.

O Alvinegro iniciou seu trabalho com futebol feminino em 1997, com uma campanha na qual se sagrou vice-campeão paulista naquele ano. Mas foi entre 2009 e 2012 que o clube viveu um período fantástico, chegando a ter, entre suas jogadoras, a melhor do mundo, a Rainha Marta.

marta e cristiane futebol feminino

Marta e Cristiane, grande dupla na seleção e no Santos

Eleita cinco vezes a melhor jogadora do planeta, Marta atuou no Peixe por três meses, o suficiente para participar da campanha de dois títulos: a Libertadores de 2009 e a Copa do Brasil do mesmo ano. A meia-atacante estava bem acompanhada na parte ofensiva, com Cristiane fazendo com a Dez uma dupla infernal para as rivais.

Na final da primeira Libertadores da modalidade, o Peixe superou o Universidad Autónoma, do Paraguai, por incríveis 9 a 0 na Vila Belmiro, diante de 14.186 pessoas. Na ocasião, Marta marcou uma vez, sendo vice-artilheira do torneio com 7 gols. Cristiane foi a goleadora máxima, com 15 tentos. Já na final da Copa do Brasil, o Alvinegro derrotou o Botucatu, no Pacaembu, por 3 a 0, com dois gols de Marta e um de Cristiane.

Quem também marcou pelo Santos na final da Libertadores daquele ano foi Érika, autora de dois gols, com seis em todo o torneio. À época, ela atuava como atacante, mas hoje é zagueira

erika selecao futebol feminino

Érika é apresentada no Santos. à época, ainda atacante

do Paris Saint-Germain, jogando na mesma posição pela seleção brasileira.

 

O Peixe chegou a encerrar suas atividades no futebol feminino em 2012, vítima da falta de patrocinadores e da organização caótica do esporte no país, o que motivou, aliás, a formação de uma seleção permanente para a disputa dos Jogos Rio 2016. Mas o clube retornou em 2015, não tendo, desta vez, nenhuma jogadora convocada para a seleção. Das 18 convocadas, cinco são da seleção permanente e todas as outras 13 atuam fora do país, o que evidencia a precariedade da modalidade no Brasil.

Deixe um comentário

Arquivado em Ídolos, futebol, História, Santos, Século 21

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s